"Não gosto do barulho da chuva ... ela me faz relembrar do meu tempo de criança , quando eu podia brinca.
Correr com os pés descalços, com as roupas encharcadas , com um brilho nos meus olhos : pular , sorrir e cantar.
Não gosto do barulho da chuva ... ela faz um tilintar , batendo em todas as coisas como se fosse tocar uma canção de criança , uma canção de ninar.
Não gosto do barulho da chuva... só ela me faz chorar.
Regina Coeli
Estou cansada do tempo , do tempo que não volta mais , que brincava , que corria e agora não faz mais.
Estou cansada do tempo , que me faz emocionar segurando a flor vermelha sem não ter para quem dar.
Estou cansada do tempo , que continua a dançar , mas por mais que eu me esforce , não consigo acompanhar.
Estou cansada do tempo , que não para de passar , vai na frente e corre tanto e eu atrás bem devagar;
Estou cansada do tempo, de sentar e esperar o momento que esse tempo, vai parar pra descansar.
Regina Coeli
Não sou poeta , sou apenas testemunha das cenas que vejo e que vivo e procuro manifestar-me indo além do meu próprio pensamento , interagindo comigo mesma, através do encontro do meu corpo e da minha alma.
Asseguro-lhe , que meu ser é todo tomado por uma emoção e não ouve a voz da razão, diante daquilo que é belo , como a manifestação da natureza . Seria preciso repetir tudo isso palavra por palavra, para dar a você uma ideia da pureza desse afeto e da fidelidade desse amor , mas seria preciso que eu tivesse o dom de um grande pintor ou um grande poeta para pintar a você a expressão dos meus gestos, o som harmonioso da minha voz e o fogo interior que brilha nos meus olhos ao escrever essas simples palavras.
Regina Coeli
EM TUAS MÃOS
A vida transitória e imperfeita faz sua jornada.
Selvas, mares, desertos ... todos sentem a mão de Deus ,
agasalhando seus corpos
e os guiando em seus caminhos.
Como um sonho incerto , suave
e finito , a beleza da natureza é
mística e passageira . É a visão
mais suave , terna e verdadeira ,
que transborda em nossos olhos.
Oh ! visão triste e piedosa , que se
esconde, para não ser seguida pelos
abutres cruéis , que com suas
garras, rasgam ,devoram até as
entranhas , tudo aquilo que grita
por socorro.
Só quando todos os ventos
deixarem de soprar , as nuvens
deixarem de correr, o brilho das
estrelas virarem escuridão,
ouviremos as súplicas daqueles
que se diziam serem nossos
irmãos.
Lançai SENHOR, o olhar ao
seu redor , aonde a terra arde
sobre a brasa, seus filhos choram
suas lágrimas, suas aves já não
sustentam suas asas.
Lançai SENHOR , seu olhar para a
imensa calamidade , a viuvez a
orfandade e trazei para esse POVO,
de tantas crenças e tantas raças o
AMOR E A HUMANIDADE.
Regina Coeli
Um dia ela nasceu , cresceu e desabrochou , sentindo o calor do sol.
Alimentava-se da água da chuva e quando deitava-se , no quentinho da terra, dormia com a luz da lua.
Acordava de manhã, ouvindo o canto dos pássaros e encantada com o ronco dos trovões, banhava-se nas águas do rio.
Anoitecia e ela cansada dormia serena , embalada pelo brilho das estrelas.
E novamente amanheceu , ela acordou e percebeu, que o seu tempo havia passado , que já estava velhinha.
Mas com muita sabedoria olhou para o céu agradeceu e disse :
“ Desperta natureza deste sono ;
Acorda vem depressa me abraçar.
Permita que meus olhos veja o encanto
De seu último encontro em meu olhar”.
Regina Coeli
A arte de viver
O intenso sentimento do meu coração pela vida em seu esplendor faz de mim um artista. Sentimento que tanto me delicia, transformando em paraíso tudo que me cerca, colorindo todos os tormentos da minha alma e fazendo florescer com um olhar tudo que a própria vida destrói.
Longe de mim a perfeição , apenas sentimento .
Todas as coisas transformando-se em beleza e em cores diante dos meus olhos e dilacerando as forças ocultas da natureza , da minha própria natureza sempre ativa , que tenta devorar todos os sonhos me fazendo acreditar em uma realidade sem cores .
Choro, contemplando a amargura dando lugar a um misto de alegria e esperança me fazendo consolar pelo despertar da imaginação.
Regina Coeli
Regina Coeli