Teu Corpo e Tua Alma
Quando passava até o ar fazia-se doce.
Quanta pureza havia naquela alma feminina.
Quanta pureza havia naquele olhar de mulher
e também de menina.
Tão linda que se faz a mais linda das flores.
Não existiria uma belíssima razão de viver,
se não existisse você. A mais bela razão do
meu viver, tu és a luz do meu amanhecer.
De todas as flores que vi você foi a mais
bela que já vi.
Que antes e nem depois de ti, meu coração
jamais amou, outra dama ou outra flor,
se não somente a vida e a ti meu amor.
Se da tua boca eu desejo o mel, que permita,
Deus, um dia beija-la.
Que permita-me então o senhor um dia,
provar o doce néctar, dos lábios teus.
Que é da tua beleza que se faz-se o encanto,
que nas flores mais bela, causa inveja.
Em meu coração e em minha alma, tão
puro se faz o desejo, que almeja com
fervura, teu corpo e tua alma. Tiago Amaral