Amor Transcendental
O que cabia em meus olhos se não
toda gloria e beleza de tal dama cujo
os meus olhos jamais havia visto algo
tão sublime cujo em mim despertou o
mais puro amor.
Oh musa celeste a qual em meu
coração retenho amor e paixão
que por tal razão e ato meu coração
a ti pertence.
Dama gentil e graciosa cabia a me te
amar pelo fim de um sonho que foi o
de te reencontrar nesta vida.
Musa inspiradora dona dos meus
versos mais belos que para ti
guardarei eternamente, para sempre
dentro das profundezas do amor,
que por ti sinto desde que a
conheci meu amor.
Sublime brilho celeste que dos teus
olhos me traz nostalgia das tuas
doces lembranças.
Meu amor serei para sempre o teu
anjo.
Como sé fosse fácil esquecer a força
da tua vida, como se fosse fácil
apagar a chama infinita do amor por
ti, meu amor que por toda eternidade
te amarei.
Transcendendo as correntezas do
tempo e do espaço da vida e da
morte, por toda eternidade te amarei
meu amor, por toda eternidade o brilho
dos seus olhos meu amor. Tiago Amaral